Falando mais sobre o potencial de ter FOCO - parte II

Na postagem anterior (https://www.alquimiaorganizacao.com/post/cadê-seu-foco ), reforçamos algumas questões que precisam ser consideradas na relação que temos atualmente com a manutenção e gestão do nosso FOCO.

Um texto breve com questões reflexivas.

Objetivo real: sensibilizar das percepções que temos, mas muitas vezes, não olhamos de fato para isso.... Vamos levando e sofrendo as consequências!

Por isso agora, faz todo sentido falarmos um pouco da anatomia do nosso processo de concentração.

Pensar em questões como: reverenciar o FOCO como uma das capacidades essenciais da vida e ressaltar que as pessoas com desenvolvimento de sua atenção, são certamente, menos suscetíveis à alterações emocionais nos momentos de crise, justificam insistir nesta abordagem.

Se a concentração nos dá este principio de estabilidade, é necessário perceber o real significado do TER FOCO; não se trata de manter-se pregado em um assunto, sem perceber mudanças ou alterações necessárias.

Ter foco realmente é, ser capaz de ter ATENÇÃO SELETIVA.

Ou seja, desenvolver a capacidade de transferir nossa concentração de um objetivo para outro, quando isso efetivamente faz sentido para a gente.

"Quanto mais poderosa é nossa atenção seletiva, maior a nossa capacidade de nos mantermos absortos no que estamos fazendo", garantindo resultados melhores e nosso bem estar" - Goleman, Daniel - Foco, A Atenção e seu Papel Fundamental para o sucesso, pág 23.

Aproveitamos mais o momento certo quando estamos com a atenção focada na questão certa.

Sem foco, não armazenamos coisas preciosas e valiosas; as coisas ficam sem sincronia; quanto mais divagamos, menos aprendemos.

Um exemplo de perigo, é quando lemos um texto sem prestar atenção. Podemos facilmente fazer trocas em seu sentido e continuar por pelo menos 20 palavras para frente sem perceber a troca feita. Imagine o risco de terminar sem ver esta alteração que pode ser significativa e trazer sérias consequências.

"Quanto mais distraídos estamos, mais superficiais são nossas reflexões" -Goleman, Daniel - Foco, A Atenção e seu Papel Fundamental para o sucesso, pág 25.

Analise estas ideias:

  1. A atenção é uma capacidade limitada - VERDADEIRO - sempre haverá perda de informações, além de armazenarmos na memória questões com margens de erros e distorções pela nossa relação pessoal com o assunto;

  2. Podemos dividir a atenção em multitarefas - FALSO - de fato não estamos dividindo, estamos trocando rapidamente e isso certamente enfraquece a atenção e qualidade.

  3. A tecnologia emburre nossa memória - FALSO - sabemos que abordagens em grupos favorecem a atenção. Quanto mais pessoas estão sincronizadas e debruçadas em um mesmo assunto, mas detalhes significativos serão revelados. Há uma multiplicação da qualidade

  4. Pessoas motivadas e que gostam do que fazem são mais atentas - VERDADEIRO - viver em situação de não satisfação leva o cérebro a exaustão. "A atenção dessas pessoas se fixa nas preocupações, não no trabalho" e gera um rápido esgotamento - Goleman, Daniel - Foco, A Atenção e seu Papel Fundamental para o sucesso, pág 30

Enfim, pense neste material e veja o que você pode estar arriscando em não cuidar de desenvolver seu FOCO.



Adriana Meyer psicopedagoga

@adrianameyer

Adriana Meyer - www.linkedin.com/in/adrianameyer



7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Isso mesmo! Estudos provam que quando perdemos o foco, perdemos a precepção empática. Olhar e ver o outro, reverberando sentimento, vem da nossa capacidade de empatia emocional: é preciso se conecta